Saude sexual masculina

As neoplasias do trato urinário que interferem direta na fertilidade masculina são os cânceres de testículo, próstata, uretra, pênis, varíola e também vesículas seminais. É essencial informar a população masculina sobre as formas de prevenção e também tratamento destas doenças. Seja pelos efeitos diretos que elas provocam na produção dos espermatozoides – como no caso do cancro de testículo – ou pelos danos relacionados com os tratamentos envolvendo a radioterapia e também a quimioterapia.

Cancro de testículo

Os testículos fazem uma parte do órgão reprodutivo masculino e também são responsáveis pela produção dos espermatozoides. O cancro de testículo é um tumor anal menos freqüente, porém possui o agravante de ter maior incidência em pessoas jovens e também em idade produtiva. Segundo o INCA, no meio de os tumores malignos do varão, 5% ocorrem nos testículos. O cancro de testículo atinge particularmente homens entre 15 e também 50 anos de idade. Sua incidência é de três a cinco casos para todo conjunto de 100 milénio raça.

Enquanto comparado com outros cânceres que atingem o varão, como o de próstata, o cancro de testículo apresenta grave índice de mortalidade. O fato de ter maior incidência em pessoas jovens e também sexualmente ativas possibilita a ansa do cancro de testículo ser atordoado ou até mesmo embuçado por orquiepididimites, que são inflamações dos testículos e também dos epidídimos, frequentemente transmitidas sexualmente.

O sintoma mas geral para o seu diagnóstico é o surgimento de um nódulo forte, frequentemente indolor, cerca de do tamanho de uma ervilha. Porém, ao perceber nenhum gênero de volume que não tenha sido verificada anteriormente, o paciente deve procurar um urologista de forma imediata, porque a modificação encontrada é possível que se cuidar apenas de uma infecção ou não, sendo importantíssimo o certo diagnóstico. No caso de um tumor, o diagnóstico adiantado aumenta as chances de tratamento. Deve-se permanecer circunspecto também a outros sintomas, como aumento ou subtracção no tamanho dos testículos, dor imprecisa no abdômen subalterno, sangue na pipi e também aumento ou sensibilidade dos mamilos.

Se por um lado o cancro de testículo é uma doença agressiva, com cima índice de geminação das células tumorais, que podem levar à rapida evolução da nosologia, de outro modo, a doença é de simples diagnóstico e também um dos tumores com maior índice de tratamento, visto ser excessivamente responsivo aos quimioterápicos disponíveis no instante. No presente, o cancro de testículo é considerado um dos mas curáveis, singularmente enquanto detectado em estágio inicial.

O tratamento inicial da doença é incessantemente cirúrgico e também ocorre por intermédio de um pequeno galanteio no abdómen, enquanto se expõe o testículo e também a biópsia é realizada. O tratamento ulterior poderá ser cirúrgico, radioterápico, quimioterápico ou por intermédio de controle galeno.

Os primordiais fatores de risco para o desenvolvimento de cancro de testículo são: histórico familiar deste tumor, lesões e também traumas na bolsa escrotal e também a criptorquidia. Na puerícia é essencial que o urologista verifique se ocorreu usualmente a descida dos testículos para a bolsa escrotal. Na idade adulta e não novinha, a principal forma de prevenção é o auto- inspecção dos testículos. O auto- inspecção dos testículos deve ser propagado entre a população masculina, porque é um hábito bastante essencial na prevenção deste gênero de de cancro e também deve ser realizado mensalmente.